Modernização e Reabilitação

Início / Modernização e Reabilitação

Substituição do Quadro de Comando existente

O quadro de comando de um ascensor tem a função de controlar o seu funcionamento, comunicando eletronicamente com os restantes componentes. Substituir o quadro de comando existente por um quadro de comando de tecnologia avançada permite um funcionamento mais seguro e eficiente do seu ascensor, bem como poupar energia.


Na substituição do quadro de comando existente realizamos os seguintes trabalhos/serviços:

  • Aplicação do quadro de comando electrónico, equipado com a tecnologia mais avançada, com sistema de regulação de velocidade por variação de tensão e frequência (se solicitado) e com memorização das chamadas de cabina e patamar;
  • Substituição total da instalação eléctrica de comando e sinalização do ascensor;
  • Aplicação do comando de conservação no cimo da cabina;
  • Aplicação de encoder de posição com o objectivo de fiabilizar o sistema de localização de patamares e cabina;
  • Substituição do cabo eléctrico de manobra entre o quadro de comando e a cabina do ascensor por fita elétrica flexível multicondutores;
  • Substituição de todos os interruptores de segurança localizados na caixa/poço e na casa de máquinas;
  • Substituição da botoneira de cabina tornando-a mais moderna e de acordo com a legislação atual;
  • Substituição das botoneiras de patamar, tornando-as mais modernas e eficientes através da aplicação de botões de chamada luminosos e/ou indicador digital de posição.
Características técnicas do
Quadro de Comando ULTRA GNME:

  • Conformidade com as Normas Europeias;
  • Possibilidade de funcionamento em sistema simplex ou duplex;
  • Programação e definição de parâmetros por consola incorporada na placa principal: tempo, definições, funções, etc;
  • Indicação de falhas através de display de LCD na placa de comando, incluindo: código de avaria, descrição, data, hora, velocidade, direcção, destino, tipo de reset, e histórico de Avarias (100 últimos registos de avarias);
  • Bloqueio por tempo de viagem excessivo;
  • Transformador multi-voltaíco, e freio com saída: 45, 60, 100, 120 e 190 V para adaptação a máquinas existentes;
  • Saída digital para indicador de posição;
  • Saída de comando para porta automática;
  • Montagem em caixa estanque IP-55 dimensões 800x600x300.
Vantagens obtidas com esta modernização:

  • Maior fiabilidade, considerando que passa a funcionar com menor número de componentes suscetíveis de falhas. Desta forma o número de avarias eléctricas será reduzido;
  • Com a utilização do microprocessador, obter-se-á maior rendimento do tráfego, considerando haver uma actualização constante do estado do ascensor relativamente às chamadas de patamar e da cabina;
  • Possibilidade de funcionamento em sistema duplex. Assim, após a chamada no patamar, o atendimento é feito pelo ascensor que estiver mais próximo;
  • Construção sólida, moderna e eficiente;
  • Adapta-se a todos os tipos de instalação;
  • Poupança de energia;
  • Cumprimento com a legislação em vigor.

O sistema electrónico de regulação de velocidade é tecnicamente recomendado considerando que apresenta os seguintes aspectos favoráveis:

  • Por ser um sistema de velocidade regulável até atingir a sua velocidade nominal, ao contrário do sistema baseado em uma ou duas velocidades apenas, obtemos maior suavidade e conforto em marcha, quer no arranque, quer nas reduções e nas paragens;
  • Dado que a paragem é efectuada electronicamente, ao contrário do sistema de uma ou duas velocidades em que é efetuada com recurso a travões mecânicos, torna-se esta paragem, independentemente da carga transportada, mais suave e precisa evitando desníveis acentuados entre a cabina e patamares;
  • Sendo um sistema de velocidade variável, os desgastes mecânicos são menores, resultando numa fiabilidade e longevidade acrescidas do equipamento;
  • Dado que a corrente de arranque diminui consideravelmente, conseguem-se ganhos no consumo de energia que podem chegar a 30% quando comparado com o sistema convencional. O investimento em causa poderá ser amortizado em poucos anos;
  • Menor ruído devido à suavidade de funcionamento do motor e redutor do ascensor;
  • Menor desgaste em inúmeras partes móveis do ascensor (máquina, motor, travões, roda, cabos, limitador de velocidade, etc.);
  • Valorização do edifício por redução do consumo energético (melhor eficiência energética);
  • Maior preservação do meio ambiente por redução do consumo energético.
Contacte-nos para mais informações
Fabricamos à sua medida